Tag: comunicação para sua paróquia

Melhores práticas de comunicação para sua paróquia

Melhores práticas de comunicação para sua paróquia

A comunicação é a chave para construir uma paróquia ativa e engajada. E mesmo que alguns dos passos para uma boa comunicação possam parecer óbvios, é surpreendente a quantidade de paróquias que não os seguem. Iremos falar neste artigo sobre os pontos principais para que uma comunicação seja efetiva e lembrada pelas pessoas.

Comunique a mensagem certa

As paróquias bem-sucedidas em se comunicar com as pessoas através da internet são as que não julgam as pessoas, mas sim procuram ajudá-las. “Nós lideramos com a melhor tradição católica”, diz Patty Spear, associada pastoral para o ministério de jovens e jovens adultos na paróquia de São José em Buffalo (Estados Unidos). “Nós conhecemos pessoas na porta, certificando-se de que somos receptivos e gentis”.

Kristin Costanza, diretora de comunicação da Igreja da Natividade em Baltimore, acrescenta que é importante perguntar: “O que a sua comunidade pensa?” Você não pode saber como – ou o que – se comunicar até ouvir seus paroquianos. “Nós tentamos conhecer o maior número de pessoas possível e conhecer suas histórias”, diz Spear dos adolescentes que entram em programas de formação de fé em St. Joseph.

As paróquias também precisam lembrar que menos é mais quando se trata de comunicação, principalmente para igrejas protestantes e católicas, informa que os adoradores de Cristo escrevem uma carta muito grande para seus líderes e a grande maioria nem ao menos as lê. As paróquias acabarão se comunicando com ninguém se tentarem dizer demais. O ideal é sempre ser direto e o mais claro possível.

Use o método correto

Sim, a sua paróquia precisa de um site atraente, moderno e de fácil navegação se ele quiser se comunicar com os paroquianos atuais e potenciais. Não deixe esse espaço da sua paróquia ficar vazio, é mais do que certeza de que as pessoas pesquisam por paróquias próximas de suas residências através de sites para que elas possam visitar. Por mais que a princípio possa parecer trabalhoso ter um site, com o passar do tempo isso acaba se tornando muito mais comum e irá atrair muitas pessoas para visitar sua paróquia.

Para criar proximidade, é importante que a Igreja possua um aplicativo, desta forma fica próxima dos fiéis, podendo se comunicar facil e rapidamente através de mensagens diretas via aplicativo.

O Grupo Barna dos Estados Unidos, que faz pesquisas para igrejas, organizações sem fins lucrativos e empresas, lançou recentemente um estudo sobre as mais de mil novidades entre as pessoas de 18 a 30 anos de idade e descobriram que mais de 56 por cento checam o site de uma paróquia antes de fazer sua visita. Pode ser que, para os jovens, verificar uma paróquia pela internet seja o método mais eficaz de saber à qual distância ela está de sua paróquia, saber a opinião de pessoas que já frequentaram e ver fotos de como está o tempo, tudo isso acaba se tornando um pré-requisito para que essas pessoas façam uma nova visita nas paróquias.

Além de um bom site, as paróquias devem usar um serviço de e-mail atualizado. O Web Paróquia foi criado principalmente para este propósito, servir a sua paróquia tecnologicamente. O e-mail profissional para sua paróquia significa que os destinatários certos recebem as mensagens certas, ou seja, os membros do coro recebem as atualizações do coro, e não os anúncios de São Vicente de Paulo. Esses e-mails têm as capacidades apropriadas de “cancelar inscrição” e são surpreendentemente baratos. Vários serviços econômicos estão disponíveis. Converse com nossa equipe, ficaremos felizes em lhe ajudar a escolher a melhor solução.

site para paróquia

Alcance o público certo

Toda paróquia tem uma minoria vocal que já está inscrita e está ativamente envolvida.

As paróquias dependem dessas pessoas, mas as mensagens não devem ser apenas para elas – é vital pregar para as pessoas que ainda não são membros do coro.

Não basta dizer coisas que são interessantes para você, diga coisas que são interessantes para os visitantes e de uma maneira que eles vão entender e ficar mais interessados na palavra de Deus”.

Isso geralmente significa sair e fazer questão de conversar um a um com as pessoas que você não conhece. “Nada supera o contato pessoal”, diz Deacon Jesus Espinoza, da paróquia St. Elizabeth Ann Seton, em Aloha, Oregon. Quando alguém atende a missa, ele sugere abordá-los com uma oferta de uma atividade para ajudar ou um evento para participar. E se você não pode fazê-lo pessoalmente, certifique-se de que, quando alguém visitar o site, eles ficarão intrigados por se inscreverem para reflexões de e-mail, atualizações sobre celebrações do dia sagrado ou mais informações sobre seu ministério favorito.

Finalmente, a Igreja da Natividade lembra às paróquias que comecem por saberem que cometerão erros enquanto se comunicam, quer estejam falando ou fazendo um twitter. Isso faz parte do acordo. Não permita que isso assuma você para não tentar – considere cometer erros como prova de que você está se comunicando ativamente.

Aplicativos para paróquias

Um dos métodos mais úteis de comunicação hoje em dia é conseguir se comunicar com as pessoas através dos aplicativos para smartphones, com esse recurso sua paróquia terá um alcance muito superior ao convencional e a chance de ter mais pessoas interagindo com sua paróquia mesmo estando nos seus trabalhos ou casas.

site para paroquias

Sabemos que é muito custoso desenvolver um aplicativo para sua paróquia, normalmente os valores não costumam ser menor do que R$10 mil reais, certamente irá engajar mais o público da sua região e irá trazer novas pessoas para visitar sua paróquia.

Mas eu tenho uma boa notícia para você, o Web Paróquia oferece um aplicativo incrível por apenas R$ 49,90/mês. Isso mesmo, sem pegadinhas.

Encontramos uma forma de atender o máximo possível de paróquias por um preço justo. Não pense que o aplicativo é “simples”. O aplicativo que oferecemos tem mais de 30 funcionalidades, o mais completo do Brasil.

Quantas dessas práticas recomendadas funcionam em sua paróquia?

Comente abaixo quais as estratégias que sua paróquia está utilizando e como estão se desenvolvendo.